Pintar as paredes,    
Vamos arrumar a sala.
Vamos ser um só
e deslizar na estrada

Fique por  perto
quando o tempo fugir
Estamos tão frágeis
hoje somos assim

Seja de ferro
Como eu semper te vi dro,
Quando tudo ruir meu bem
estaremos de pé aqui

O estranho acontece
Todo dia passeando aqui por perto
Tudo errado
Acontece
Todo dia eu esqueço de uma prece
O estranho é que eu gosto
Dessa rua que nos leva sem remorsos.
Dessa rua que nos guía entre os destroços.

Guitarras - Gustavo Corsi e HB
Bateria - Marcelo Vig
Piano elétrico, baixo yamaha BEX4,
Moog synth, violão de aço e vozes - HB